Gosto das noites como a de ontem


Sem planos, sem nada combinado, sem sms nem chamadas. Sem emails. Assim: eu saio de carro para ir a determinado shopping não muito longe. Pelo caminho encontro-te (não há cá destino nem conjecturas estelares, simplesmente moras perto), mudamos ambos os nossos planos e acabo a noite a abocanhar o teu caralho. Dois dedos de conversa, uma cerveja, uns cigarros e depois, as coisas são como são, eu vou à minha vida e deixo-te à porta da casa de uns amigos teus para jogares playstation. E depois mais nada, até ao dia em que te encontrar de novo na rua. Nem sms´s, nem telefonemas, nem emails. Os putos são tão mais simples que os homens maduros...

2 comentários:

Pedro disse...

Sem complicações!
Achei piada à ultima frase. O rapaz ficou satisfeito e lá foi fazer o seu joguito de Playstation com os amigos.

s. disse...

o teu blog é extraordinário. passo de reflexões pseudo profundas e corações partidos motivados pelo que escreves para uma-vontade-descomunal-de-fazer sexo numa questão de segundos... isso é um dom.