cadeira de prata

Tomei conhecimento de Silverchair há alguns anos, muito vagamente, por causa de uma música que se dedica à Anorexia , distúrbio que sofreu, ao que dizem, o vocalista e homem da banda, Daniel Johns (mais conhecido por ter sido casado com a Natalia Imbruglia)

Apesar de ao vivo o som não parecer grande coisa pelo que vi no youtube, gosto dos álbuns.Não é uma banda mainstream, sendo pouco "activa" e sem concertos frequentes (e raros, fora de Austrália). Mas os álbuns em estúdio soam bem.

Bom, os primeiros são demasiado experimentalistas para o meu gosto, mas o Diorama tem grandes músicas, tem o Greatest View por exemplo (a sério, quem se lembra de começar uma música com a sentença: You're the analyst/ The fungus in my milk. E tem o After all these years, música porreira para fazer bebés (não consigo encontrar nenhuma versão ao vivo boa).

O Young Modern tem o Straight Lines (não vou fazer trocadilhos com isto e os zunzuns sobre droga associada ao Daniel Johns). O som é bem realizado em estúdio. Ao vivo a qualidade parece-me medíocre, contando com uma boa harmonia musical, mas de onde não se destaca a voz naturalmente sumida do vocalista.

Parece que o homem da banda em 2004 se envolveu num projecto mais alternativo e electrónico chamado The Dissociatives (álbum homónimo). vou ouvir


2 comentários:

Pedro disse...

Muito fixe a Silverchair - Ana's Song.
Se ele nasceu em 78 e banda iniciou actividade em 92 ele ja estava na banda com 14 anos! :)

Pitx disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.